Institucional  |    Bianca   |   Filosofia  |   Origem   |  Atividades  |  Informativos
 Downloads  |  Cadastro  |  Contate-nos  |  Mapa do Site  |  Exercícios  |  Filosofia   |  Livraria  |  Livros

 

 


O Acidente com o Planeta Terra

 

Ouça o áudio sobre o acidente no passado.

As Possibilidades do Infinito: Cap. IV - O Acidente

 

Pedra de RosetaBianca – Como você me disse, nossa origem vem de diferentes mundos, inclusive do seu, então por que nos abandonaram?

 

Karran – Vocês nunca foram abandonados. Eis uma prova da nossa presença: não estamos aqui? Nossa presença foi sempre sentida em seu mundo. Em todas as épocas, sempre estivemos aqui. E seus registros mostram isto. Num tempo ainda desconhecido do homem da sua Terra, por uma razão que não pudemos evitar, o planeta luz (referindo-se ao sol) emitiu forte carga de energia que atingiu seriamente o seu planeta e todo o seu sistema solar. Isto impediu qualquer viagem de socorro a sua Terra, devido a barreiras magnéticas que se formaram em torno do seu planeta como também, em torno de todos os corpos celestes existentes dentro do seu sistema, bloqueando os canais de comunicações e ligações. A sua Terra ficou assim desligada e sem nenhuma ajuda por aproximadamente três mil anos do seu tempo. Nossas naves não tiveram condições para romper esta grande intensidade de energia, desprendida pelo planeta luz, que atingindo a sua atmosfera danificou grandemente o sistema de proteção à vida no seu planeta.

 

Isto resultou em grandes prejuízos para a humanidade. O seu planeta foi deslocado de sua posição original, o mar trocou de lugar com a terra, invadindo e destruindo nossas cidades, como também quase toda espécie de vida. Seus dias ficaram mais curtos, porque a rotação da sua Terra foi bastante acelerada. O desastre maior, o que causou seu desligamento com os habitantes de outros planetas, foi à penetração em sua atmosfera de excesso de radiações solares, que afetaram enormemente seus cérebros. A penetração desta radiação em seu planeta se deu devido a uma ruptura em uma das camadas de proteção. Ruptura esta causada por fortes ondas magnéticas provocadas pelo excesso de explosões solares. Quando, finalmente, tudo se acalmou e as condições de turbulência passaram, retornamos à sua Terra. 

 

As pessoas, que aqui havíamos deixado, não mais existiam neste planeta e as gerações que restaram não mais nos reconheciam, chegando mesmo a nos confundir com deuses. 

 

Pois o homem consciente ou inconscientemente traz dentro de si o conhecimento de algo superior. E que, sempre nós esperamos que esta força superior venha do céu. 

 

Isto porque quase todos os seus neurônios haviam sido danificados pela radiação. E, com eles, todo conhecimento que tinham foi esquecido, todos estavam embrutecidos e inconscientes, mas a vontade que tinham de sair daquela situação era tão grande, que um dos registros do homem não foi destruído; o que mostrava que a única maneira de sair seria se a ajuda viesse de cima (do céu).

 

 

Evolução

Tentamos ajudá-los, cedendo novamente muitos dos nossos recursos e informações, mas quando recusávamos qualquer gesto de adoração, ficavam furiosos e se negavam a aceitar que não éramos criadores ou deuses e, sim, pessoas iguais a todos. Por isso, não havendo condições para que pudéssemos corrigir esse defeito, nós recebemos instruções para nos afastarmos do homem da sua Terra. Segundo Karran, o Criador criou o Universo e tudo o que nele existe, e ao Ser Humano foi dada à liberdade de participar dos dois lados da vida. Todo Ser Humano é capaz de sair do seu corpo físico, de não morrer, de não esquecer o que aprende e de saber quem é, desde o momento de sua criação.

 

 

O Contato


Meu contato teve inicio na noite de 12 de janeiro de 1976. Até esta data, eu, como a maioria das pessoas, não acreditava que pudesse haver vida em outros planetas, e esta descrença não estava relacionada com meu grau de instrução, mas sim com a religião na qual eu fui criada. Naquela noite, vi, falei e toquei em tudo aquilo que eu sequer imaginava que existisse. Tudo o que vivi naquela noite mudou totalmente, e para melhor, a minha vida. Mais do que o susto, o medo e o impacto do primeiro momento, o meu contato me proporcionou o acesso a conhecimentos que marcaram profundamente o sentido da minha existência. A certeza de que existe um Criador, a origem da vida na Terra, a razão do esquecimento da nossa origem, como curar as doenças, como evitá-las e como deixar de morrrer, tudo isso me deixou eufórica e ansiosa.

 

Karran, o homem do Planeta Klermer

"Gostaria de lembrar que a única diferença percebida por mim, entre nós e eles, está relacionada com os olhos, sendo que estes são redondos na parte externa e apertados na parte interna próximo ao nariz"

 

 

Karran

 

Diálogo de Bianca com o Extraterrestre Karran

 

B − Karran, vocês têm religião?

K − Não temos necessidade de religião! Ele respondeu.

K− O criador se manifesta pela própria criação. Ele não é conhecido através de livros ou religiões e sim pelo que ele fez, pela vida que deu a você e a mim, pelo ar que você respira e eu também, pela água que você bebe e eu também, pela terra que você pisa e eu também. É pela grandeza de sua criação que ele se faz conhecer, em todo lugar. Tudo o que você e eu fazemos, admirar, conhecer, viver, alimentar-se, vestir-se, tudo é dele e sendo dele, ele se faz presente em todo lugar. Por isso digo a você que o conhecemos.

   

 

B – Karran, Deus é espírito? K – O Criador não é espírito, pois o espírito é uma criação dele, e, sendo ele o criador do espírito, mostra-nos que ele está muito além de sua própria criação. Eu sou um espírito e você também o é. Sua parte visível, que é a matéria, não pode me responder nada sem sua real presença. Quando você abandona a sua matéria, esta fica completamente sem valor, morre – respondeu Karran.

 

A Inexistência da Morte

 

B – No seu mundo existe pecado e morte?

K – Não existe o pecado e nem a morte. Existe, sim, a perda da matéria.

B – Karran, perda da matéria e aquele negócio que o corpo deixa de funcionar e a gente fica frio e durinho e põem dentro do caixão e depois enterra?

K – Sim!

B – Ah! Então morre!

K – Na minha terra isto não quer dizer morte, porque nós continuamos a viver sem a matéria, em espírito. Quando recebemos nova matéria, sabemos perfeitamente quem somos e o que aprendemos. Nós não iniciamos, como vocês, a vida novamente, nós continuamos a viver do ponto em que paramos quando perdemos a matéria. Esta é uma das razões pelas quais o conhecimento do meu mundo não se perde com o passar dos tempos.

B – E como eu faço para deixar de morrer, e saber que sou como você diz um espírito?

K – Saia da sua matéria e veja que você é a mente que pode ver, que pode ouvir, que pode sentir, aprender, raciocinar. Então poderá entender que a matéria é somente uma parte sua e não totalmente você. Sua existência é eterna, não morre.

 

 

 



CONTATO


   

Adonis - Secretário Geral

(61) 8128 1903 / Atendimento: de 3a. Feira a Domingo: das 09 às 18 horas


Miterrand - Langue Française (Doutes ou Questions) - elodani@r7.com

 

Por se tratar de área rural, é necessário discar
0 XX (operadora)
e o código da área (61) para contato com os telefones do CESSINE.

 

O domínio http://www.tfca.com.br é o meio oficial de divulgação da TFCA-Técnica Física para a Conquista da Autoconsciência na Internet.


É do CESSINE – Centro de Estudos de Sineidologia a responsabilidade por esta home page, que é também a única que conta com autorização e orientação de Bianca para seu funcionamento.


Outras páginas que tenham a pretensão de veicular na Internet informações sobre a TFCA ou quaisquer outras atividades de Bianca são de inteira responsabilidade dos respectivos autores, e não fazem parte da política oficial de divulgação da TFCA.

 

 

 

 
Fale Conosco!

Nome: E-mail: Mensagem: